Entregas Acontecendo Normalmente

Musgo Nacional ou Musgo Chileno


Musgo Nacional ou Musgo Chileno

Boa tarde, pessoal!

Hoje vamos falar um pouco sobre um material que todo orquidófilo conhece e usa, o Musgo Chileno e Musgo Nacional.
Conhecido no meio da jardinagem por fornecer água e nutrientes para as plantas, principalmente orquídeas e plantas carnívoras, o esfagno é um tipo de musgo que nasce em beiras de lagos e riachos.
É um produto que é praticamente impossível de ser cultivado, o único meio de ter acesso a ele, é por extração. Por ter uma produção espontânea e demorada (para que ele atinja seu tamanho máximo, que são 40cm, é necessário esperar entre 80 e 160 anos), é possível que em algumas décadas seja extinto. 

                                                                 

Existem dois tipos de esfagno, o chileno e o nacional. A única diferença entre os dois seria o preço e o tempo de duração, enquanto o nacional é mais barato e dura menos, o chileno custa um pouquinho mais caro, porém tem durabilidade maior.

                                      

                                                               (musgo nacional)                                                                                                                       (musgo chileno)

As diferentes cores dos musgos, que variam entre rosa e creme, ocorre devido aos diferentes níveis de exposição solar, diferentes estações do ano e o nível do lençol freático.
O musgo verde, que muitas das vezes vemos, não é esfagno, ou seja, sua capacidade em retenção de água é mínima.

O Esfagno tem como principal característica a retenção de líquidos, podendo reter até 20x do seu peso em água. Por esse motivo é bastante utilizado no cultivo de orquídeas, mudas e plantas carnívoras.
Ele pode ser usado como substrato para sustentação das raízes, mas lembrando que ele não pode ser usado sozinho no cultivo de orquídeas, portanto ele deve ser misturado com outros substratos. A mistura deve ser feita com substratos que são o oposto do esfagno, ou seja, aqueles que retém pouca água e são secos, para assim facilitar a ventilação.

                                                                       

Para as orquídeas epífitas, aquelas que crescem em troncos de árvore, um conselho é amarrar o musgo em toquinhos de sansão e logo depois plantar e amarrar a orquídea, logo você irá perceber as raízes se soltando e fixando no tronco.

No cultivo de plantas carnívoras, o musgo não deve ser misturado com nenhum outro substrato, pois assim recria o ambiente natural de crescimento dessas plantas, oferecendo muita umidade a elas
.

                                                                      

Quando utilizado em horticultura, o esfagno auxilia no condicionamento do sol, na cobertura de canteiro e como substrato na produção de mudas.
O esfagno também atua como um substrato alternativo ao xaxim.

Obs: Por ser um produto que é extraído, na maioria das vezes, não passa pela limpeza adequada, o que pode fazer com que alguns galhos vão no pacote. Por esse motivo, antes de colocá-lo como suporte para as raízes, é essencial realizar a lavagem correta nele, para que não haja sais e nem resíduos que possam afetar o desenvolvimento da planta.

 

Conheça nossas opções de musgo para você no link abaixo

https://bit.ly/35Vqnjt

Se quiser tirar alguma dúvida com a gente, nos envie uma mensagem no link abaixo

https://bit.ly/MundoNPK-Ana


Compartilhe